Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

IBGE tem dados sobre a orientação sexual da população e vai divulgar em maio - Nova Difusora

Fale conosco via Whatsapp: +11976774820

No comando: Café News

Das 07:00 às 08:00

No comando: Em Pauta

Das 08:00 às 09:00

No comando: Programa Wellignton de Andrade

Das 09:00 às 10:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 09:00 às 11:00

No comando: Francisco Rossi e você

Das 10:00 às 12:00

No comando: Conexão Regional

Das 11:00 às 12:00

No comando: Sintonizados

Das 12:00 às 14:00

No comando: Roda de Amigos

Das 13:00 às 14:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS

Das 14:00 às 15:00

No comando: CLÁSSICOS SERTANEJOS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 14:00 às 16:00

No comando: POSCAST

Das 15:00 às 16:00

No comando: Jornada Esportiva

Das 15:00 às 18:00

No comando: Papo Reto

Das 16:00 às 17:00

No comando: SAMBA DO BOCA

Das 16:00 às 18:00

No comando: Verdades Vivas

Das 17:00 às 18:00

No comando: Nova Esporte

Das 18:00 às 19:00

No comando: Pega Leve EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 18:00 às 22:00

No comando: Pega Leve

Das 20:00 às 22:00

IBGE tem dados sobre a orientação sexual da população e vai divulgar em maio

Foto: Reprodução / Suno

Reportagem: Milena Abreu

O Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística vai divulgar, pela primeira vez, dados sobre orientação sexual da população do nosso país.

Os dados serão publicados no dia 25 de maio.

Segundo o IBGE, eles foram obtidos na Pesquisa Nacional de Saúde, realizada em 2019, em parceria com o Ministério da Saúde.

Essa é uma pesquisa que envolve temas relacionados à saúde da população e aos impactos nos serviços de saúde do País.

Além de 2019, ela também foi realizada em 2013. De acordo com o Instituto, a pergunta sobre orientação sexual das pessoas com idade igual ou superior a 18 anos só foi feita na edição mais recente do levantamento.

Recentemente, o Ministério Público Federal questionou, na Justiça, a falta de perguntas sobre o tema no Censo que será feito esse ano.

O IBGE esclareceu que, o levantamento, realizado de 10 em 10 anos, não é uma pesquisa adequada para sondagem ou investigação de identidade de gênero e orientação sexual, já que metodologia de captação das informações do Censo permite que um morador possa responder por ele e pelos demais residentes do domicílio.

Como a informação sobre orientação sexual tem caráter sensível e privado, ela só pode ser dada pela própria pessoa, não por terceiros.

Deixe seu comentário: