Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Jandira aprova lei que prevê licenciamento de desmanches - Nova Difusora

Fale conosco via Whatsapp: +11976774820

No comando: Em Pauta

Das 08:00 às 09:00

No comando: Programa Wellignton de Andrade

Das 09:00 às 10:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 09:00 às 11:00

No comando: Francisco Rossi e você

Das 10:00 às 12:00

No comando: Conexão Regional

Das 11:00 às 12:00

No comando: Sintonizados

Das 12:00 às 14:00

No comando: Roda de Amigos

Das 13:00 às 14:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS

Das 14:00 às 15:00

No comando: CLÁSSICOS SERTANEJOS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 14:00 às 16:00

No comando: POSCAST

Das 15:00 às 16:00

No comando: Jornada Esportiva

Das 15:00 às 18:00

No comando: Papo Reto

Das 16:00 às 17:00

No comando: SAMBA DO BOCA

Das 16:00 às 18:00

No comando: Verdades Vivas

Das 17:00 às 18:00

No comando: Nova Esporte

Das 18:00 às 19:00

No comando: Pega Leve EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 18:00 às 22:00

No comando: Pega Leve

Das 20:00 às 22:00

Jandira aprova lei que prevê licenciamento de desmanches

Qualquer desmanche, comércio de peças usadas, ferro ou de sucata deverá estar devidamente licenciado no município de Jandira. O Projeto de Lei nº 37/2022 que impõe essa determinação foi aprovado pelos vereadores durante sessão ordinária de terça-feira (7), na Câmara Municipal de Jandira.

Franklin Venâncio, autor do PL e presidente da Câmara, justificou que, além de possibilitar maior controle na fiscalização, o projeto busca coibir práticas criminosas como furto, receptação, roubo, dentre outros delitos previstos em legislação.

“Esse Projeto de Lei vai regulamentar desmanches e ferros velhos, dando poder de fiscalizar e lacrar o estabelecimento que incentiva o roubo ou furto na cidade de Jandira. […] Lembrando que receptação é crime. E a partir de agora, além de ser crime, o estabelecimento ainda pode ser lacrado. Nós não podemos compactuar com pessoas que vivem da desgraça alheia”, concluiu o parlamentar em plenário.

fonte webdiario.com.br

Deixe seu comentário: