Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Palmeiras 4 x 0 São Paulo - Verdão engole rival e é campeão paulista - Nova Difusora

Fale conosco via Whatsapp: +11976774820

No comando: Café News

Das 07:00 às 08:00

No comando: Em Pauta

Das 08:00 às 09:00

No comando: Programa Wellignton de Andrade

Das 09:00 às 10:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 09:00 às 11:00

No comando: Francisco Rossi e você

Das 10:00 às 12:00

No comando: Conexão Regional

Das 11:00 às 12:00

No comando: Sintonizados

Das 12:00 às 14:00

No comando: Roda de Amigos

Das 13:00 às 14:00

No comando: AVENTURAS SERTANEJAS

Das 14:00 às 15:00

No comando: CLÁSSICOS SERTANEJOS EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 14:00 às 16:00

No comando: POSCAST

Das 15:00 às 16:00

No comando: Jornada Esportiva

Das 15:00 às 18:00

No comando: Papo Reto

Das 16:00 às 17:00

No comando: SAMBA DO BOCA

Das 16:00 às 18:00

No comando: Verdades Vivas

Das 17:00 às 18:00

No comando: Nova Esporte

Das 18:00 às 19:00

No comando: Pega Leve EDIÇÃO DE SÁBADO

Das 18:00 às 22:00

No comando: Pega Leve

Das 20:00 às 22:00

Palmeiras 4 x 0 São Paulo – Verdão engole rival e é campeão paulista

Fotos: Karen Fontes

O time alviverde foi muito superior e conquistou o seu 24º título estadual

São Paulo, SP, 03 (AFI) – O Palmeiras é campeão paulista O título foi conquistado na tarde deste domingo, no Allianz Parque, com uma vitória por 4 a 0 para cima do São Paulo. Apesar de ter perdido no Morumbi, por 3 a 1, o time alviverde não se intimidou, foi para cima e conquistou mais uma taça da ‘era Abel Ferreira’.

Com o título, o Palmeiras se vinga do ano passado, quando perdeu a taça para o mesmo São Paulo. Agora, o time alviverde chega a 24 títulos estaduais, contra 22 do seu rival, igual do Santos. O Corinthians é o maior campeão, com 30 títulos.

Já há alguns meses na galeria dos maiores técnicos da história palmeirenses, Abel Ferreira levantou seu quinto troféu em 17 meses de trabalho. Valorizado, o técnico mais bem pago do Brasil montou uma estratégia que fez seus atletas serem capazes de encurralarem o São Paulo. Foi uma apresentação irretocável diante do time de Rogério Ceni, que segue em busca de seu primeiro troféu à frente do clube do qual foi ídolo como jogador.

Acostumado a empilhar taças em sequência desde 2015 – ergue a sexta em dois anos – o Palmeiras jogou para ser campeão. E fez isso, mais uma vez, com um futebol de intensidade e agressividade, como quer seu treinador. O São Paulo entrou aparentemente para jogar uma partida sem importância e foi castigado.

Foi a primeira vez na história que o Palmeiras conseguiu reverter uma desvantagem em jogos de mata-mata no tempo normal no Allianz Parque e também foi a primeira oportunidade em que tirou uma desvantagem de dois gols aberta por um adversário na ida de uma partida eliminatória no Estadual.

SÓ DEU VERDÃO!

O clássico começou quente. Precisando de um placar elástico para ser campeão, o Palmeiras foi para cima e pressionou o São Paulo. A tática deu resultado. Aos 21 minutos, Marcos Rocha deixou a bola com Gustavo Scarpa, que cruzou na medida para Danilo. O volante mergulhou para fazer 1 a 0.

O São Paulo sentiu o gol e ficou mais retraído. O Palmeiras, então, continuou apertando e fez o segundo aos 27 minutos. Raphael Veiga cruzou, a bola bateu na defesa e sobrou para Zé Rafael. O volante chutou mascado, mas viu a bola tocar na trave e acabar no fundo das redes.

Após ver o Palmeiras abrir 2 a 0, o São Paulo resolveu sair para o gol e tentou diminuir com Calleri. O atacante tentou de voleio para defesa de Weverton.

VIROU CHOCOLATE!

No segundo tempo, o Palmeiras começou a todo vapor novamente e fez o terceiro logo aos dois minutos. Dudu deu de calcanhar para Raphael Veiga, recebeu de volta e cruzou na medida para o camisa 23 fazer 3 a 0.

O São Paulo ainda tentou diminuir, mas o Palmeiras fechou a conta para decretar o título aos 35 minutos. Zé Rafael desarmou Igor Gomes e tocou para Gabriel Veron. Ele deu para Raphael Veiga, que mandou no fundo das redes.

Deixe seu comentário: